Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Câncer de próstata pode afetar mais de 6 mil homens em Minas Gerais

Câncer de próstata pode afetar mais de 6 mil homens em Minas Gerais

16/11/2022 Thayles Vinícius Moraes

Médico oncologista alerta para os fatores de risco e a importância da descoberta em fase inicial.

Câncer de próstata pode afetar mais de 6 mil homens em Minas Gerais

A campanha “Novembro Azul” tem o objetivo de conscientizar sobre a importância do combate ao câncer de próstata. Segundo tipo de câncer mais frequente em Minas Gerais, atrás somente do câncer de pele não melanoma, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que 6.420 novos casos sejam registrados no estado mineiro, em 2022.

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, que pesa cerca de 20 gramas e está localizada abaixo da bexiga. Tem como principal função, juntamente com as vesículas seminais, a produção de esperma.

De acordo com o Ministério da Saúde, de 2019 a 2021, foram registradas mais de 47 mil mortes em razão desse tipo de tumor.

O oncologista Thayles Vinícius Moraes, responsável técnico pela unidade de Oncologia do Hospital Metropolitano Vale do Aço (HMVA), localizado em Coronel Fabriciano (MG), alerta sobre a importância dos exames periódicos para diagnóstico precoce da doença, que muitas vezes é silenciosa.

“Em nossa unidade de oncologia, atendemos atualmente 63 pacientes com algum tipo de câncer, destes quase 40% tratam câncer de próstata, o que aponta alta incidência na região”, alerta o médico. “Por isso, é fundamental que os homens realizem o monitoramento constante, pois quando descoberto no início, as chances de cura superam os 90%”, complementa o profissional.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que os homens façam exames de próstata periodicamente a partir dos 40 anos.

O oncologista do HMVA chama atenção para alguns sinais de alerta, que precisam ser observados pelos homens, como vontade de urinar frequentemente à noite e a presença de sangue na urina.

“Quando os sintomas da doença são percebidos, geralmente o tumor já está em fase avançada, portanto, é fundamental consultar um médico, ir ao urologista, fazer exame de sangue e o de toque retal para garantir que está saudável”, reforça.

O tratamento do câncer de próstata pode ser feito por meio de cirurgia de retirada do tumor, radioterapia, tratamento hormonal com medicamentos e quimioterapia. A unidade atende pacientes residentes em 14 municípios da região e realizou este ano cerca de 900 sessões de quimioterapia.

Fatores de risco

O médico alerta para alguns fatores que merecem atenção da população masculina, para garantir a prevenção do câncer de próstata:

Idade: é raro em homens com menos de 40, mas a chance de ter câncer de próstata aumenta rapidamente após os 50 anos;

Histórico familiar: ter um parente de primeiro grau com diagnóstico de câncer de próstata pode aumentar o risco de desenvolver a doença;

Alterações genéticas: podem aumentar o risco de desenvolver mais do que um tipo de câncer;

Dieta: ainda em estudo, mas homens que consomem muita carne vermelha ou laticínios ricos em gordura e poucas frutas e legumes, possuem uma chance maior de desenvolvimento da doença;

Inflamação da próstata: alguns estudos têm sugerido que a prostatite (inflamação da próstata) pode ser associada a um risco aumentado de câncer de próstata. A inflamação é muitas vezes diagnosticada em amostras de tecido da próstata;

Infecções sexualmente transmissíveis: Infecções como gonorreia ou clamídia, podem aumentar o risco de câncer de próstata, possivelmente levando a inflamação da próstata. Até agora, os estudos não são conclusivos.

* Thayles Vinícius Moraes, oncologista responsável técnico pela unidade de Oncologia do Hospital Metropolitano Vale do Aço (HMVA).

Para mais informações sobre Câncer de próstata clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Comunicação – Hospital Metropolitano Vale do Aço



Prótese de silicone: conheça complicações mais recorrentes

Contratura capsular e rompimento da prótese estão entre elas.

Autor: Divulgação

Prótese de silicone: conheça complicações mais recorrentes

Perda da audição na infância, quais seus efeitos?

Como o diagnóstico rápido da perda auditiva pode ajudar no desenvolvimento infantil.

Autor: Divulgação

Perda da audição na infância, quais seus efeitos?

Dores nas costas lideram causas de afastamento do trabalho no Brasil

Para ter o benefício por incapacidade temporária, o primeiro passo é procurar um médico especialista.

Autor: Adriana Belintani

Dores nas costas lideram causas de afastamento do trabalho no Brasil

Projeto de Lei quer disponibilizar adrenalina autoinjetável pelo SUS

A proposta será analisada em caráter conclusivo pelas comissões de Saúde; de Finanças e Tributação, de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Autor: Divulgação

Projeto de Lei quer disponibilizar adrenalina autoinjetável pelo SUS

Gastrite: dicas para prevenir e tratar a doença

O Google Trends, um dos sites mais famosos de busca na internet, vem apontando “gastrite” como um dos temas mais pesquisados pelos usuários.

Autor: Divulgação

Gastrite: dicas para prevenir e tratar a doença

Especialistas alertam para cuidados com queimaduras de limão, sol e água-viva

Comuns no verão, essas lesões podem se tornar graves se não tiverem a atenção necessária.

Autor: Divulgação

Especialistas alertam para cuidados com queimaduras de limão, sol e água-viva

Dengue: hidratação com até 6 litros de água pode evitar o tipo hemorrágico

Especialista em Saúde Pública esclarece que uma pessoa pode adoecer quatro vezes com os quatro sorotipos da doença.

Autor: Divulgação

Dengue: hidratação com até 6 litros de água pode evitar o tipo hemorrágico

Menopausa: sintomas, tratamentos e dicas

Ginecologista Loreta Canivilo explica tudo sobre esse período da vida da mulher.

Autor: Divulgação

Menopausa: sintomas, tratamentos e dicas

Crianças e Dengue: como prevenir?

Número de casos é alto entre os pequenos e algumas faixas etárias não podem sequer usar repelentes contra insetos.

Autor: Divulgação

Crianças e Dengue: como prevenir?

Dengue, Chikungunya e Zika: conheça os sintomas de cada doença

“Os sintomas podem ser parecidos, por isso, é importante uma avaliação médica”.

Autor: Divulgação

Dengue, Chikungunya e Zika: conheça os sintomas de cada doença

Maioria dos adultos sofrem com dores ou inchaços após o dia de trabalho

Um estudo recente aponta que uma grande parcela da população adulta relata sentir dores e inchaços após um longo dia de trabalho.

Autor: Divulgação

Maioria dos adultos sofrem com dores ou inchaços após o dia de trabalho

Novo corpo, novo indivíduo, novo eu

A cirurgia desempenha um papel importante na vida dos pacientes pós-bariátrica.

Autor: Simone Barros

Novo corpo, novo indivíduo, novo eu