Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Pré-diabetes: como reverter o problema por meio de hábitos saudáveis

Pré-diabetes: como reverter o problema por meio de hábitos saudáveis

20/11/2020 Lucas Penchel

O diabetes é uma das principais doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) que acometem os brasileiros.

Pré-diabetes: como reverter o problema por meio de hábitos saudáveis

Não tem cura, mas pode ser controlada, desde que o paciente siga as recomendações médicas para o seu tratamento. De acordo com a Federação Internacional do Diabetes, existem 17 milhões de pessoas com a doença em nosso país, e, por isso, a importância de se obter um diagnóstico precoce para evitar maiores danos.

O pré-diabetes –– condição que precede o diabetes mellitus tipo 2, ou seja, contexto em que o paciente expõe níveis altos de glicose no sangue, mas não o bastante para ser diagnosticado como diabético – ao contrário do que a maioria das pessoas acredita, pode ser revertido.  Quem apresenta o estado inicial da doença, não necessariamente desenvolverá o quadro mais avançado da enfermidade. Para impedir o avanço do problema, o ideal é que os pacientes adotem hábitos saudáveis e melhorem a qualidade de vida.

O primeiro passo para reverter o pré-diabetes é mudar a alimentação, incluindo no cardápio o consumo diário de frutas e vegetais, oleaginosas como a castanha e nozes, substituir a carne vermelha por carnes magras e aumentar o consumo de alimentos in natura ou frescos, ricos em líquidos e fibras. É importante diminuir ou cessar o consumo de açúcar, isso inclui doces, bebidas industrializadas, refrigerantes, entre outros. Para quem não vive sem um doce, a dica é escolher opções à base de frutas e controlar a quantidade. Outra relevante medida que não deve ser esquecida é a de beber muita água, mais ou menos 2 litros por dia.

Abandonar o açúcar não é a única forma de prevenir os desdobramentos do diabetes tipo 2. É um grande erro acreditar que somente a suspensão do consumo de alimentos açucarados, pode evitar que a doença evolua. O processo de reversão do distúrbio deve ser baseado na adoção de uma nutrição balanceada e saudável, mas também em outras atitudes, como o controle do peso corporal e da pressão arterial e o abandono do sedentarismo. Para impulsionar o emagrecimento e regular o índice glicêmico, as pessoas ainda podem aderir ao uso de alguns chás como o mate, verde, canela, carqueja, camomila, hibisco, ginseng e vários outros.

A prática regular de atividade física pode auxiliar na redução do peso, fazendo com que as chances de progressão do diabetes tipo 2 diminuam em 60%. O treinamento esportivo pode ajudar de diversas maneiras, uma delas é na perda de massa gorda, contribuindo assim para o melhor trabalho da insulina no organismo. É interessante que ao longo da semana, sejam praticados no mínimo 150 minutos de exercícios físicos. Estes que devem ser definidos por profissionais qualificados para que não ocorram episódios de hiperglicemia.

A adoção de hábitos saudáveis vai além da alimentação ou atividade física, eliminar vícios prejudiciais à saúde também é fundamental para reprimir o desenvolvimento do diabetes. Diminuir o consumo exacerbado de álcool pode evitar o ganho de peso, que está associado ao aumento da resistência à insulina. Renunciar ao tabagismo, pode trazer uma melhora na saúde como um todo, já que o ato de fumar contribui para a produção de radicais livres em nossos corpos. Estes que são uns dos protagonistas por trás da evolução de algumas doenças.

Recomendo que durante o tratamento do pré-diabetes ou diabetes, as pessoas mantenham o acompanhamento com um bom clínico geral e nutricionista, pois somente estes profissionais saberão indicar os melhores métodos, dietas e rotinas de cuidados adequados para cada caso.  A prevenção é o melhor caminho para qualquer paciente. Muitas vezes, a doença pode não apresentar sintomas evidentes em suas fases iniciais, por isso é muito importante que as pessoas façam check-ups anuais.

* Lucas Penchel, clínico geral e CEO da Clínica Penchel

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Desconforto no joelho sem causa aparente?

Problema pode estar no quadril, alerta especialista.

Autor: Divulgação

Desconforto no joelho sem causa aparente?

Transplante capilar: cada paciente é de um jeito

Realizar o transplante capilar é um sonho para muitas pessoas com calvície ou com outros problemas que resultam na queda de cabelo.

Autor: ‌Melina Oliveira

Transplante capilar: cada paciente é de um jeito

O que o seu “catarro” quer dizer?

Especialista explica as principais doenças que podem causar a secreção na garganta e como tratar.

Autor: Divulgação

O que o seu “catarro” quer dizer?

Prevenção cardiovascular: quanto mais cedo melhor!

Em artigo, cardiologista da Unimed Araxá explica a importância de modificar fatores que originam as doenças.

Autor: Dr. Flávio Paes

Prevenção cardiovascular: quanto mais cedo melhor!

O tempo seco e as alergias

Com uma nova onda de calor chegando aliada ao tempo seco, comum nesta época do ano, as alergias respiratórias ganham força.

Autor: Divulgação

O tempo seco e as alergias

Sono ruim aumenta risco de glaucoma em até 20%, diz estudo

Ronco e sonecas durante o dia também aumentam chance de ter um glaucoma.

Autor: Divulgação

Sono ruim aumenta risco de glaucoma em até 20%, diz estudo

O que você precisa saber sobre a doença do beijo

Dr. Ricardo Kores, médico infectologista do HC-UFU responde às principais dúvidas.

Autor: Divulgação

O que você precisa saber sobre a doença do beijo

Nascimento prematuro e autismo: Existe relação?

Neuropediatra e membro do Conselho Científico da ONG Prematuridade.com explica a questão.

Autor: Divulgação

Nascimento prematuro e autismo: Existe relação?

7 fatos que você precisa saber antes de cogitar uma plástica

49,5% dos profissionais processados por erros médicos não tinham certificados em cirurgia plástica.

Autor: Divulgação

7 fatos que você precisa saber antes de cogitar uma plástica

Frutose, álcool e café: qual relação com a gordura no fígado?

Endocrinologista responde a dez dúvidas sobre a esteatose hepática.

Autor: Dra. Marília Bortolotto

Frutose, álcool e café: qual relação com a gordura no fígado?

As causas da má saúde causa pressão sobre o setor

A incapacidade de tornar a saúde da população uma prioridade leva a pressões crescentes sobre o sistema de saúde.

Autor: Mara Machado

As causas da má saúde causa pressão sobre o setor

Longevidade: dicas práticas do dia a dia para prevenir osteoporose

Refeições pobres em proteína levam à redução da massa óssea.

Autor: Divulgação

Longevidade: dicas práticas do dia a dia para prevenir osteoporose