Portal O Debate
Grupo WhatsApp


3 passos para se superar e alcançar seus maiores objetivos

3 passos para se superar e alcançar seus maiores objetivos

25/01/2014 Margareth Signorelli

Em algum momento de nossa vida, um episódio pode desencadear uma crise existencial. E encontrar forças para superar esse momento tende a ser muito difícil.

Segundo Sonia Ricotti, palestrante motivacional americana, se seguirmos os três passos abaixo, com certeza conseguiremos superar os momentos difíceis, nos desenvolver e crescer para alcançarmos nossos maiores objetivos. Concordo com ela, pois nesses três passos estão a base do meu trabalho. Então vamos aprender a usá-los quando for necessário?

1- Reprograme seu Consciente

Pergunte: Por que minha vida está assim? O que está acontecendo para que não esteja equilibrada? Se for, por exemplo, o divórcio, ele em si não é o problema. Pense que, pelo mesmo motivo, pessoas diferentes têm reações diferentes. O que está te abalando não é o divórcio, mas, sim, o que ele representa para você. Entre em contato com seus sentimentos e se pergunte: Quais são os meus pensamentos a respeito deste divórcio? Medo de estar sozinha? Abandono? Raiva? Frustração?

Pois bem, todos esses pensamentos são como uma porta fechada, que não te levará a lugar algum, porque você está com um sentimento de negação. O que você resiste, persiste. Perceba se seus pensamentos estão hesitando em aceitar a realidade. Veja como: “Por que isso está acontecendo comigo?”; “Não conseguirei superar esta dificuldade.”

Se você simplesmente aceitar, mudará toda a sua energia de negação para aceitação. Aceite a situação como ela é e somente relaxe. Quando você fizer isso, os resultados mudarão. Você estará pensando em como mudar e não negando o que aconteceu.

Entendendo seus sentimentos em relação ao acontecimento, você irá guiá-los para as soluções com o objetivo de superar o que está te incomodando, não mais para o acontecimento em si. ACEITE. Mantenha-se no presente. O passado passou e o futuro ainda não chegou. O passado não tem poder sobre você, a não ser que você lhe dê. Programe seu futuro, mas esteja no presente.

2- Reprograme seu Subconsciente

Vença suas crenças limitadoras. Você não manifesta o que quer na vida, mas, sim, o que acredita. Se você tem pensamentos negativos, eles logicamente estão ligados às suas crenças limitadoras. Se der ouvidos a elas, com o tempo você as incorporará e começará a agir como se fossem verdade. Você terá que reprogramar seu subconsciente para poder contornar as dificuldades e VENCER SEUS BLOQUEIOS. “Não existe nada que prove que eu não conseguirei me relacionar com alguém e poder amar e ser amada. Tenho possibilidades de ser feliz como qualquer outra pessoa.”

3 - Eleve sua vibração para o nível acima de 500

Todos nós emanamos energia porque somos formados por ela. Você já deve ter sentido várias vezes que, quando a energia de um ambiente ou mesmo de uma pessoa está baixa, parece que nos atinge. A sensação é a de que estamos carregados e pesados. O psiquiatra americano Prof. Dr. David Hawkins escreveu no livro “Power versus Force” (ainda sem tradução para o português) seus experimentos feitos com base em Cinesiologia (estudo dos movimentos).

Nestes experimentos, ele mede as energias que são emanadas pelo ser humano baseado nas respostas com testes musculares. A unidade de medida que eles estipularam foi a de níveis que variam de 1 a 1000. Abaixo do nível 200, a vibração é de palavras e pensamentos negativos. Acima de 200, as medidas começam a ser de EMOÇÕES POSITIVAS. O ideal é nos mantermos em uma vibração no nível 500, que corresponde a emoções positivas, em um estado para continuarmos recebermos o mesmo. Acima de 500 foi medida a energia vinda de Mahatma Ganghi, que chegou a 700.

- Abaixo de 500: Vergonha, culpa, raiva, medo.

- Acima de 500: Amor, felicidade, paz, agradecimento.

Realizar esses 3 passos e saber administrá-los fará com que você consiga não somente superar o que te abalou, mas também criar o futuro brilhante que você tanto busca e que parecia impossível alcançar. O que determina nosso futuro é o que nos propomos a fazer hoje e isso refletirá no nosso amanhã.

*Margareth Signorelli é Coach de Relacionamento e Terapeuta EFT.



Os candidatos avulsos e os partidos

Por iniciativa do ministro Luiz Roberto Barroso, o STF (Supremo Tribunal Federal) abre a discussão sobre a as candidaturas avulsas, onde os pretendentes a cargo eletivo não têm filiação partidária.


Os desafios de tornar a tecnologia acessível à população

Vivemos uma realidade em que os avanços tecnológicos passaram a pautar nosso comportamento e nossa sociedade.


O uso do celular, até para telefonar

Setenta e sete por cento dos brasileiros utilizam o smartphone para pagar contas, transferir dinheiro e outros serviços bancários.


Canto para uma cidade surda

O Minas Tênis Clube deu ao Pacífico Mascarenhas o que a cidade de Belo Horizonte deve ao Clube da Esquina; um cantinho construído pelo respeito, gratidão, admiração, reconhecimento, apreço e amor.


Como acaso tornou famoso notável compositor

Antes de alcançar a celebridade, e a enorme fortuna, Verdi, passou muitas dificuldades financeiras.


Gugu e a fragilidade da vida

A sabedoria aconselha foco no equilíbrio emocional e espiritual diante da fragilidade e fugacidade da vida.


Quando o muro caiu

O Brasil se preparava para o segundo turno das eleições presidenciais, entre o metalúrgico socialista Luís Inácio Lula da Silva e a incógnita liberal salvacionista Fernando Collor de Melo, quando a televisão anunciou a queda do muro de Berlim.


Identidade pessoal e identidade familiar

Cada família gesta a sua identidade, ainda que algumas vezes, de forma inconsciente.


Desprezo e ingratidão

Não sei o que dói mais: se a ingratidão se o desprezo.


A classe esquecida pelo governo

O fato é que a classe média acaba por ser a classe esquecida pelo governo.


O STF em defesa de quem?

A UIF, antigo COAF, foi criada como uma unidade do Ministério da Justiça (hoje, no BACEN) para fazer uma coisa muito simples: receber dos bancos notificações de que alguém teria realizado uma transação suspeita, anormal.


O prazer da leitura

Ao contrário do que se possa pensar, não tenho muitos amigos. Também não são muitos os conhecidos.