Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Cientistas Cristãos refletem sobre o que significa a religião em tempos de crise

Cientistas Cristãos refletem sobre o que significa a religião em tempos de crise

16/06/2020 Kevin Ness

No dia 8 de junho, realizou-se a assembleia anual dA Igreja de Cristo, Cientista, em sua sede, em Boston.

O evento foi realizado on-line. Essa igreja é uma das muitas denominações religiosas que vêm trabalhando incansavelmente, nos últimos meses, para ajudar suas congregações a se adaptar ao mundo on-line, atendendo às recomendações e orientações de cada localidade.

Essa assembleia anual foi uma oportunidade para os membros se reunirem virtualmente e refletir sobre o que significa ser uma igreja em tempos de crise — como ir acima e além do que as autoridades pedem, e realmente servir a comunidade.

“O que o verdadeiro amor faz é aplacar o medo”, disse Robin Hoagland, membro de uma diretoria de cinco pessoas, “e esse é o amor de que mais precisamos, neste momento”.

A questão se aplica às necessidades resultantes da atual crise econômica e de saúde pública, além da atenção global voltada aos direitos humanos.

O jornal The Christian Science Monitor, mencionado na reunião, é um dos meios pelos quais a igreja demonstra como se interessa por tais questões.

O jornal foi fundado em 1908, com o lema “não prejudicar ninguém, mas sim abençoar toda a humanidade”. Ele tem dado cobertura a questões relacionadas com injustiça e racismo, desde seus primórdios. A cobertura da pandemia, nos últimos meses, tem sido oferecida livre de pagamento.

Os comentários por parte das autoridades da igreja e de membros, durante a reunião, ressaltaram a conexão entre adorar a Deus e cuidar do próximo — ensinamento básico de Jesus, que os cristãos relembram.

“Na proporção em que amamos a Deus de todo nosso coração, com toda nossa alma e entendimento — na mesma proporção nossas mãos são movidas pelo Cristo para atender às necessidades de nossos irmãos e irmãs”, disse Keith Wommack, outro membro da diretoria.

Um membro residente na Alemanha, que vem organizando a ajuda humanitária das Nações Unidas, disse: “Quando temos de enfrentar necessidades humanitárias de nível mundial, pode acontecer de fazermos uma porção de coisas que não são suficientes, ou de enfrentarmos obstáculos”. A oração “traz à mente soluções… porque a oração é poderosa. Ela faz a diferença”.

Os diversos comentários também reafirmaram o compromisso da igreja com a cura espiritual, que procura ver a imagem de Deus em todos e cada um.

“É necessária grande dose de amor e humildade, nesse trabalho de cura”, escreveu Mary Baker Eddy, a fundadora da igreja. “Devemos nos esforçar para imitar a paciência amorosa de Jesus.”

A cura não pode ser vista dogmaticamente, enfatizam os Cientistas Cristãos. É uma questão de gratidão a Deus, que é amor, e de aprender a reconhecer mais e mais Sua presença salvadora.

Um membro que vive no Peru, contou como o amor de Deus o curou do pesar que sentia, após o filho ter falecido no hospital, devido a um acidente de carro.

Nessa mesma época, ele próprio foi curado de uma dor crônica nos joelhos e na coluna. Ele falou de como foi importante o apoio dos membros da igreja local, à qual se filiou logo depois.

A secretária da igreja deu as boas-vindas a novos membros, originários de 30 países, de uma lista que vai de Angola, Argentina, Austrália, até Reino Unido, EUA, Uruguai e Zimbabwe. A igreja também deu as boas-vindas à nova presidente, Anne-Françoise Bouffé, de Paris, França.

A reunião concluiu-se com um vídeo, em que foram reunidas as vozes e imagens de centenas de membros, cantando um hino individualmente, mas ao mesmo tempo, em cinco idiomas diferentes.

O público em casa foi convidado a se unir também, inclusive os que se conectaram desde Brasil.

* Kevin Ness é o Gerente dos Comitês de Publicação da Ciência Cristã para A Primeira Igreja de Cristo, Cientista.

Fonte: Comitê de Publicação da Ciência Cristã para Brasil



Para escolher o melhor

Tomar boas decisões em um mundo veloz e competitivo como o de hoje é uma necessidade inegável.

Autor: Janguiê Diniz


A desconstrução do mundo

Quando saí do Brasil para morar no exterior, eu sabia que muita coisa iria mudar: mais uma língua, outros costumes, novas paisagens.

Autor: João Filipe da Mata


Por nova (e justa) distribuição tributária

Do bolo dos impostos arrecadados no País, 68% vão para a União, 24% para os Estados e apenas 18% para os municípios.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Um debate desastroso e a dúvida Biden

Com a proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para novembro deste ano, realizou-se, na última semana, o primeiro debate entre os pleiteantes de 2024 à Casa Branca: Donald Trump e Joe Biden.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Aquiles e seu calcanhar

O mito do herói grego Aquiles adentrou nosso imaginário e nossa nomenclatura médica: o tendão que se insere em nosso calcanhar foi chamado de tendão de Aquiles em homenagem a esse herói.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Falta aos brasileiros a sede de verdade

Sigmund Freud (1856-1939), o famoso psicanalista austríaco, escreveu: “As massas nunca tiveram sede de verdade. Elas querem ilusões e nem sabem viver sem elas”.

Autor: Samuel Hanan


Uma batalha política como a de Caim e Abel

Em meio ao turbilhão global, o caos e a desordem só aumentam, e o Juiz Universal está preparando o lançamento da grande colheita da humanidade.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


De olho na alta e/ou criação de impostos

Trava-se, no Congresso Nacional, a grande batalha tributária, embutida na reforma que realinhou, deu nova nomenclatura aos impostos e agora busca enquadrar os produtos ao apetite do fisco e do governo.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil


Como melhorar a segurança na movimentação de cargas na construção civil?

O setor da construção civil é um dos mais importantes para a economia do país e tem impacto direto na geração de empregos.

Autor: Fernando Fuertes


As restrições eleitorais contra uso da máquina pública

Estamos em contagem regressiva. As eleições municipais de 2024 ocorrerão no dia 6 de outubro, em todas as cidades do país.

Autor: Wilson Pedroso


Filosofia na calçada

As cidades do interior de Minas, e penso que de outros estados também, nos proporcionam oportunidades de conviver com as pessoas em muitas situações comuns que, no entanto, revelam suas características e personalidades.

Autor: Antônio Marcos Ferreira