Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Em ano eleitoral, vale a pena investir na Petrobras?

Em ano eleitoral, vale a pena investir na Petrobras?

24/06/2022 Rogério Araújo

Se existe uma empresa forte no Brasil, essa empresa é a Petrobras.

Mesmo com todas as interferências políticas e percalços econômicos, locais e internacionais, as quedas no valor de suas ações são muito pontuais e a recuperação é quase imediata.

A recuperação da empresa após os escândalos de corrupção também deve ser destacada, principalmente no que diz respeito à venda de ativos que não estão alinhadas com o foco principal da empresa.

A política de paridade de preços, acompanhando a variação do preço internacional do petróleo, e a alta nas commodities por causa da guerra na Ucrânia, são outras variáveis que influenciaram nesse cenário.

A consequência disso é uma enorme entrada de caixa, proporcionando a distribuição de dividendos que enchem os olhos e os bolsos de seus acionistas, entre eles, o principal, o governo federal.

De 2019 até o momento, o governo embolsou mais de 400 bilhões de reais, entre dividendos, impostos e royalties. Só entre junho e julho deste ano, deverá receber perto de 14 bilhões de reais em dividendos. Nada mal para um sócio que vive reclamando de sua própria gestão.

A distribuição de dividendos é um aspecto muito interessante, no caso da Petrobras, mas, para se decidir entre comprar ou não ações da empresa é preciso analisar vários aspectos em relação ao seu futuro.

E as perspectivas são muito boas. Há grande expectativa, por exemplo, em relação aos investimentos na exploração do petróleo do pré-sal, umas das maiores reservas do mundo, que colocará o Brasil lado a lado com os grandes produtores, como Arábia e Rússia.

Assim, mesmo estando no olho do furacão político deste ano, a Petrobras ainda continua sendo uma ótima opção de investimento, com boa perspectiva de distribuição de dividendos e investimentos que consolidam a empresa com uma das maiores de seu setor no mundo.

* Rogério Araújo é educador financeiro, gestor e consultor de finanças, especialista em investimentos, fundador da Roar Educacional Consultoria e líder educacional da corretora de investimentos Vítreo.

Para mais informações sobre Petrobras clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: ImPauta Comunicação



Administração estratégica: desafios para o sucesso em seu escritório jurídico

Nos últimos 20 anos o mercado jurídico mudou significativamente.


Qual o melhor negócio: investir em ações ou abrir a própria empresa?

Ser um empresário ou empresária de sucesso é o sonho de muitas pessoas.


Intercooperação: qual sua importância no pós- pandemia?

Nos últimos dois anos, o mundo enfrentou a maior crise sanitária dos últimos 100 anos.


STF e a Espada de Dâmocles

O Poder Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Investigativa são responsáveis pela persecução penal.


Lista tríplice, risco ao pacto federativo

Desde o tempo de Brasil-Colônia, a lista tríplice tem sido o instrumento para a nomeação de promotores e procuradores do Ministério Público.


ESG: prioridade da indústria e um mar de oportunidades

Uma pesquisa divulgada recentemente pelo IBM Institute for Business Value mostra que a sustentabilidade tem ocupado um lugar diferenciado no ranking de prioridades de CEOs pelo mundo se comparado a levantamentos anteriores.


Como conciliar negócios e família?

“O segredo para vencer todas as metas e propostas é colocar a família em primeiro lugar.”, diz a co-fundadora da Minucci RP, Vivienne Ikeda.


O limite do assédio moral e suas consequências

De maneira geral, relacionamento interpessoal sempre foi um grande desafio para o mundo corporativo, sobretudo no que tange aos valores éticos e morais, uma vez que cada indivíduo traz consigo bagagens baseadas nas próprias experiências, emoções e no repertório cultural particular.


TSE, STF e a censura prévia

Sabe-se que a liberdade de expressão é um dos mais fortes pilares da democracia.


Sociedade civil e a defesa da democracia

As últimas aparições e discursos do presidente da República vêm provocando uma nova onda de empresários, instituições e figuras públicas em defesa da democracia e do sistema eleitoral no Brasil.


Para além do juramento de Hipócrates: a ética na prática médica

“Passarei a minha vida e praticarei a minha arte pura e santamente. Em quantas casas entrar, fá-lo-ei só para a utilidade dos doentes, abstendo-me de todo o mal voluntário e de toda voluntária maleficência e de qualquer outra ação corruptora, tanto em relação a mulheres quanto a jovens.” (Juramento de Hipócrates).


O sentido da educação

A educação requer uma formação pessoal, capaz de fazer cada ser humano estar aberto à vida, procurando compreender o seu significado, especialmente na relação com o próximo.