Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O Isolamento da Presidenta

O Isolamento da Presidenta

21/09/2015 Bady Curi Neto

Logo após a campanha eleitoral da mandatária maior da Nação, o clima de vitória deu lugar a pressões políticas, manifestações contrárias ao governo, a impopularidade crescente chegando a tormentosos 7% de aprovação.

A exteriorização de sua impopularidade é de tamanha envergadura que a presidenta, deixou de fazer seu pronunciamento oficial na comemoração do dia do trabalhador, utilizando-se, apenas das redes sociais.

Isto nunca ocorrera, chamando a atenção por ser uma pessoa eleita pelo Partido dos Trabalhadores.

Como sabido tivemos uma eleição disputadíssima, com promessas de campanha que não poderiam ser implementadas, escondendo a verdadeira crise econômica, o que deu azo aos próprios eleitores, que acreditaram nas falsas promessas e, hoje fazem coro a reprovação do governo.

A base aliada ao governo tem demonstrado sua insatisfação votando em projetos de forma independente do interesse da Presidenta. O PMDB está cada dia mais distante, fazendo às vezes da oposição.

Ao contrário das promessas de campanha eleitoral, tivemos aumentos de luz, combustível, juros, impostos e inflação o que atinge diretamente no bolso dos trabalhadores.

O Vice-Presidente, Michel Temer, chegou a dizer que com os atuais índices de popularidade será difícil resistir a mais três anos e meio de governo.

Acrescente-se, a crise de impopularidade e a política, que estão para serem julgadas as famosas pedaladas fiscais pelo Tribunal de Contas da União e a investigação das possíveis irregularidades das doações de sua Campanha Política determinada pelo Ministro Gilmar Mendes do TSE, com apoio dos demais membros daquela corte, a primeira podendo ser passível de improbidade administrativa e a segunda de cassação do Diploma Eleitoral.

Para abalar ainda mais a imagem da Presidência, o STF autorizou a investigação de dois Ministros de sua extrema confiança Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Edinho Silva (Comunicação Social) por possível envolvimento nos desvios de dinheiro da Petrobras, leia-se operação Lava Jato.

Lado outro, seu criador e padrinho, o ex-presidente Lula, outrora homem de popularidade inabalável, que carregava multidões por onde fosse que nada atingia sua reputação, como no caso do Mensalão, onde seus principais aliados foram condenados e ele sai incólume, não goza mais de tanto prestígio popular, chegando a ser vaiado em um aeroporto, tendo que se esconder durante o voo na cabine dos pilotos, segundo informações jornalísticas, para evitar tumulto e constrangimento.

A sua imagem de Estadista passou a ser de um boneco com uniforme de presidiário. Cada dia a situação do governo federal tem se agravado, seja pelas falsas promessas de campanha eleitoral, pela oposição mais atuante, os escândalos de corrupção que envolve pessoas ligadas à Presidenta e a crise econômica e política.

O Isolamento e a impopularidade patentearam-se na comemoração do dia da Independência do Brasil, onde a Presidenta com medo de manifestações contrárias a seu Governo fez o desfile de 7 de setembro praticamente para as autoridades presentes, com cerco de muro de placa de metais, deixando a população para o lado de fora.

* Bady Curi Neto, advogado fundador do Escritório Bady Curi Advocacia Empresarial, ex-juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG).



Shows milionários, circo no lugar de pão ao povo

O emprego de quantias milionárias de dinheiro público na contratação de artistas para a atração e agrado do público em ano eleitoral é um disparate e verdadeiro crime contra a população que sofre com a falta de serviços e recursos básicos de obrigação dos governos.


O que fazer para tornar uma empresa franqueadora

O processo de franquia de uma empresa nem sempre começa da forma correta.


A Justiça Eleitoral é confiável?

As polêmicas levantadas pelo presidente da República e seus correlegionários sobre o processo eleitoral têm sido constantes, e acabam por criar em uma parcela da população um clima de incerteza sobre a confiabilidade das eleições e das instituições envolvidas.


A revolução do mercado não dá opções: ou muda ou morre!

Com o perdão da força de expressão no título deste artigo, é preciso dizer que ele traz mais verdades do que excessos. O mercado mudou radicalmente.


Polícia x Criminalidade

Novamente assistimos pelos jornais de todo o país e nas redes sociais, a nova operação da Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro que resultou na morte de 12 pessoas e um policial ferido no olho por estilhaços.


Efeito pandemia: mercado de seguros é alvo da catalização da transformação digital

A pandemia da COVID-19 acelerou novos movimentos de migração de consumidores para o universo online, gerando um salto catalizador para a transformação digital.


Sic transit gloria mundi: o ex-juiz virou réu

Sic transit gloria mundi (toda glória no mundo é transitória), era utilizada no ritual das cerimônias da coroação papal até 1963.


Os riscos do homeschooling para a educação básica no Brasil

O homeschooling ou ensino domiciliar é uma modalidade que se pretende aplicar na educação básica do Brasil.


O futuro já não dura tanto tempo

A situação vivida por uma mulher que, em franco surto psicótico, foi encontrada por seu companheiro mantendo relações sexuais com um homem que vive em situação de rua, dentro de um carro, espalhou-se pelas redes sociais.



Osteopatia: Técnica de medicina complementar é tendência para auto-reparação

A Osteopatia é um método de avaliação e tratamento que busca restabelecer a função da estrutura compreendendo todos os sistemas do corpo sem a utilização de remédios ou intervenção cirúrgica.


Uma imagem vale mil informações

É difícil não se admirar com a quantidade de recursos tecnológicos que temos à nossa mão no mundo contemporâneo.