Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Todos querem ser ricos…

Todos querem ser ricos…

12/08/2019 Humberto Pinho da Silva

Mais vale pobreza, com paz e consciência limpa, que riqueza, sem sossego, alma escurecida, e pesados de remorsos.

Esta manhã, ao passar pela tabacaria de Centro Comercial, da Rua de Santa Catarina (Porto,) deparei com larga fila de clientes, que esperavam, pacientemente, para registarem o boletim, que os habilitaria – pelo menos assim esperavam, – ao fabuloso prêmio do “Euro milhões”.

Admiro-me que haja tantos candidatos a milionário…. Admiro-me, porque quase todos (assim penso,) dizem detestar os ricos…

Ao presenciar esse mar de gente, que procura, na sorte, tornar-se milionário, lembrei-me da curiosa historieta, narrada, em verso, por Sá de Miranda:

Em carta, a seu irmão Mem de Sá, o nosso clássico, conta a história de dois ratinhos: um vive, com fartura, na cidade; outro, modestamente, no campo.

O rato da cidade, certa vez, foi passear pelo campo, mas distraiu-se, e fez-se noite. Receoso de regressar, na escuridão, resolveu pedir abrigo a ratinho pobre, que vivia na aldeia.

O ratinho deu-lhe guarita e comida, e após parca ceia, foram aquecer-se, à lareira. O rato da cidade, contou-lhe, que lá na sua casa, havia: comida em abundância, de boa qualidade, e também boa cama.

Como recompensa da hospitalidade, convidou-o a ir visitá-lo. O ratinho aceitou a gentileza. Comeu do bom e do melhor, e adormeceu, sobre felpudo e fofo tapete.

Mas, por sua desdita, os criados e os cães, da casa viram-no… O pobre ratinho não teve outro remédio, se não fugir à Vila Diogo, para o buraquinho, dizendo amargurado para o anfitrião:

Minha segura pobreza,

Se chegarei a ver quando

A vos torne? E esta riqueza,

Mal que tanto o mundo preza,

Fuja (se poder) voando?

Ai baldias esperanças!

Que tal temos das abastanças?

La guardai vossas mostranças,

Deus me torne ao meu buraco!

Carta VII; a Mem de Sá. In: “Poesias”

Lelo – Porto – 1928

Mais vale pobreza, com paz e consciência limpa, que riqueza, sem sossego, alma escurecida, e pesados de remorsos…

A verdadeira felicidade e riqueza, resume-se nisso: levar vida simples, e sentir-se feliz com o que se tem…

* Humberto Pinho da Silva

Fonte: Humberto Pinho da Silva



A CPMF e a saída do seu autor

A CPMF foi mal porque, em vez de substituir outros impostos, constituiu-se em mais um.


CPMF: o que foi e como poderá ressurgir na reforma tributária

O Imposto sobre Transações Financeiras (ITF) poderá ser a recriação antiga CPMF.


O Brasil e a agropecuária sustentável

A pecuária brasileira tem se pautado ao longo dos anos pela sustentabilidade em toda cadeia produtiva e pela qualidade e segurança dos alimentos.


“Tô de férias, cadeia é férias pra mim”

É uma vergonha que delinquentes ainda venham desdenhar do sistema carcerário e das autoridades penais.


Locações de curta temporada em aplicativos

Saiba os direitos e deveres da propriedade imobiliária.


O Século das Cidades

“Não somos melhores, nem piores, somos iguais… melhor mesmo é a nossa causa…” (Thiago Mello)


Hollywood e o mundo real

Uma abordagem psiquiátrica do filme Gente como a Gente.


A liderança feminina e seus potenciais

Companhias que possuem, pelo menos, uma mulher em seu time de executivos são mais lucrativas.


A bolsa brasileira é a bola da vez

O ano de 2019 tem sido de recordes para o investidor brasileiro.


Dia do Profissional de Educação Física

No dia 1º de setembro é comemorado o dia do profissional que promove a saúde e a qualidade de vida da população, o profissional de educação física.


A complexidade do saneamento

O Congresso Nacional tem a grande missão de dar um rumo certo para o saneamento brasileiro.


Como a constelação familiar te ajuda nos negócios?

A constelação familiar acredita que somos produto da nossa ancestralidade.