Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Um bom profissional não se faz só com teorias e técnica

Um bom profissional não se faz só com teorias e técnica

21/10/2016 Dulce Braz

Não só as competências técnicas e o conhecimento são suficientes para o nosso sucesso profissional.

O autoconhecimento e as inteligências emocionais e sociais têm-se revelado de grande importância nas relações, sejam elas, profissionais ou pessoais.

Autoconhecimento e autocontrole emocional, duas competências importantíssimas nas nossas vidas. Nos conhecer profundamente e entender como funcionamos, como nos percebemos em diversos contextos, nos ajuda a passar pelos momentos de desafios e adversidades com mais segurança.

E, não só nos conhecer, mas termos o controle das nossas emoções, perceber quando elas surgem, o gatilho que as libera e entender como negociar com elas para não nos mantermos seus reféns ou suas vítimas. Há, em nós, um “eu observador” de nós mesmos nas situações, que, se estiver consciente, pode conversar e negociar com as percepções e emoções que vão surgindo enquanto nos relacionamos com o mundo.

Esse “eu, sábio”, quando caminha na conquista da maturidade emocional somente pode ser desenvolvido com o exercício do autoconhecimento, da reflexão/meditação, da auto percepção, autodesenvolvimento pessoal/profissional, do investimento em si próprio.

Saber quais são nossas fraquezas, fortalezas, nossos diferenciais e os recursos que podemos acessar em nosso auxílio nos dá primazia em relação a um outro sujeito que se deixa perder num novelo de emoções. E, como isso se revela nas relações profissionais?

No desacerto, na inadequação comportamental, na não assertividade positiva das comunicações, nos tantos momentos em que engolimos “os sapos”, ou que não sabemos dizer não. Nas situações em que, por medo de errar, ou por nos fazermos reféns da invasão de pensamentos de auto sabotagem, fraquejamos; nos contextos em que nos sentimos menores ou incapazes em relação a um outro; em momentos em que permitimos que o medo tome espaço nos fazendo perdedores quando poderíamos nos colocar em nosso favor ou da causa em pauta.

Investimento em nós mesmos, não só técnico, não só no exterior. O mundo que move as relações é um mundo a ser descoberto e domesticado em nosso favor e das boas e promissoras relações.

* Dulce Braz é psicóloga e Coaching - Assessment na Leaders Outplacement Transição de Carreiras.



Gestão pública é o caminho contra a corrupção

A corrupção é pré-requisito do desenvolvimento, já dizia Gunnar Myrdall, Prêmio Nobel de Economia, em 1974.


Quando a desinformação é menos tecnológica e mais cultural

Cenário é propício para o descrédito de pesquisas, dados, documentos e uma série de evidências de veracidade.


Igualdade como requisito de existência

Na última cerimônia de entrega do EMMY, o prêmio da TV Norte Americana, um ator negro foi premiado, fruto de reconhecimento praticamente unânime de seu trabalho.


Liderança é comunicação, conexão e confiança

Cada dia que passa, percebo que uma boa comunicação e liderança têm total relação com conexão.


“A educação é a arma mais poderosa…” mas para quem?

Tudo o que se cria ou se ensina no mundo tem dois lados. Geralmente as intenções são boas e as pessoas as tornam ruins.


“Golpe do Delivery”

Entregadores usam máquina de cartão para enganar consumidor.


A inclusão educacional e o mês das crianças

O tema da inclusão está na ordem do dia, dominando as agendas no mês das crianças.


A velha forma de fazer política não tem fim

Ser político no Brasil é um grande negócio, uma dádiva caída do céu, visto as grandes recompensas de toda a ordem obtidas pelos políticos.


Procedimento de segurança

“Havendo despressurização…”, anuncia a comissária, em tom calmo, aos ouvidos dos senhores passageiros daquele voo atrasado, sob a umidade e a monocromia do céu de quase inverno.


Envelhecimento: o tempo passa para todos

Todos nós, em algum momento de nossas vidas, já ouvimos a frase: “o tempo passa para todos”.


Os passos para encontrar a si mesmo e a Deus

Mar da Galileia, Mar de Tiberíades ou Lago de Genesaré, um lugar significativo de tantos milagres e narrativas do Evangelho.


A babá e o beijo

Se eu tinha dúvidas, agora não tenho mais.