Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A carne e a credibilidade brasileira

O Estado carece de mais ampla reforma, começando pelo desaparelhamento político do serviço público.

A carne e a credibilidade brasileira

O Brasil e a ópera bufa

A cena política brasileira, infelizmente, se transforma numa ópera bufa.


Congressistas, digam a que vieram…

Ao cidadão comum interessa o fim da crise. Cabe aos congressistas, com ações, responder a essa aspiração popular.



As falcatruas e os fatos paralelos

Os episódios recentes dos mensalões e da Lava-Jato apontam para um Brasil novo e exigem total apuração.


Mais importante que o “impeachment”

Vivemos o presidencialismo de conveniências, onde os aliados são atraídos com benesses, cargos e poder.


Doação legal ou extorsão?

O cenário político nacional convulsiona-se com as denúncias dos empreiteiros sobre o pagamento de propinas a políticos e partidos.



A Venezuela, o Brasil e o caos

O ocorrido na Venezuela, com os integrantes da Comissão de Relações Exteriores do Senado brasileiro é a demonstração de que, além da crise, ainda se vive o obscurantismo político na América do Sul e que o Brasil, infelizmente, não é respeitado o quanto deveria, mercê das crises e dos desmandos que temos vivenciado.


O Brasil e a crise das patentes

Dentro de um mundo globalizado, onde a cada instante são lançadas no mercado produtos tecnologicamente avançados, responsáveis pelo desenvolvimento, a demora de 11 anos para a emissão de uma patente de propriedade industrial ou intelectual é, por si, prova de atraso ao nosso país.


Os impostos e o governo inchado

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, adverte que se o governo não cortar R$ 78 bilhões do orçamento de 2015, será preciso aumentar impostos para poder fechar as contas do ano.



Pedaladas merecem apuração

A mais nova discussão está na “pedaladas fiscais” que o governo federal aplicou no final do ano para fechar as contas. Mudou-se a lei porque o gasto maior que a receita abriu um rombo no cofre.


Dilma, promessas e solidão

Na linguagem popular, o Brasil vive um momento “do jeito que o diabo gosta”.


“Je suis Brasil”

O ataque encetado por motivos religiosos ao jornal crítico-humorístico “Charlie Hebdo”, de Paris, que resultou em duas dezenas de mortes, é inaceitável e sua violência indigna o mundo.