Portal O Debate
Grupo WhatsApp


A importância da informação em época de crise

A importância da informação em época de crise

31/10/2017 Carlos Eduardo Lima

Saber como, quando e onde usar as informações também faz enorme diferença nos resultados.

A importância da informação em época de crise

Nosso país vive um momento muito conturbado de sua história, afundado em crises políticas rotineiras, com impactos diretos sobre nós e nossas famílias, já que a economia e a política andam de mãos dadas.

Em momentos assim, sentimo-nos, muitas vezes, desanimados e esquecemos que precisamos “tocar a vida” e planejá-la. A dificuldade em manter a economia satisfatória tem sido bastante visível nos últimos tempos. Separar política e economia não é tarefa fácil e quem consegue tem muito mais chances de alcançar o sucesso.

Continuar caminhando é preciso, mas as empresas que não se calçarem com informações pertinentes, dificilmente atravessarão a crise de maneira sóbria e com bons resultados. A informação sempre foi uma importante aliada na dissociação economia/política, reportagens, matérias especiais, publicações específicas para a área da economia sempre ajudam a entender melhor o que está acontecendo e nos auxiliam a traçar um plano de ação para o futuro.

Para empresários, diretores, gestores e demais tomadores de decisão nas empresas, apenas informações superficiais não são suficientes, surgem então as informações “profissionais”, através de programas e sistemas especializados que ofertam projeções para pequeno, médio e longo prazo.

Esse tipo de informação permite que as empresas consigam planejar suas ações para atravessar ou mesmo nem entrar em crise. Saber o andamento dos números sobre juros, moedas internacionais e índice Bovespa são essenciais para os gestores que querem apresentar propostas para que suas empresas sobrevivam com sucesso à crise nacional que se instalou em nossa economia.

Atualmente esse tipo de informação já pode ser facilmente obtida através de programas e serviços disponibilizados por empresas especialistas em estudos econômicos e mercado financeiro. Esses serviços de informações inteligentes servem como guias para ações instantâneas ou para o planejamento de ações futuras. Saber com o que está lidando e, principalmente, saber o que pode vir pela frente é um diferencial que transforma muitas empresas em líderes de mercado.

No entanto é importante lembrar que, não adianta apenas ter acesso a informação é preciso entende-la para poder utiliza-la. Saber como, quando e onde usar as informações também faz enorme diferença nos resultados, isso porque, caso seja feito um mau planejamento a partir das projeções, os resultados não serão os esperados, podendo ainda, colocar a empresa em uma crise maior.

Contudo, a troca, a checagem e a utilização de informações pode ser um dos principais triunfos para quem quer atravessar e deixar a crise para trás. Conseguir lidar com essas informações, certamente, fará com que empresas se destaquem no mercado econômico nacional e a recuperação da economia no Brasil poderá, quem sabe, voltar a crescer independente do setor político.

* Carlos Eduardo Lima é formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo com MBA em finanças pela FGV.



A “nova normalidade”

A denominada “nova normalidade” não venha nos empobrecer em humanidade.


A inevitável necessidade de prorrogação do auxílio emergencial

Recentemente, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que o governo vai prorrogar por dois meses o pagamento do auxílio emergencial.


A empatia como chave para gestão de entregas e pessoas

Uma discussão que acredito ser muito pertinente em tempos de pandemia é como ficam, neste cenário quase caótico, as entregas?


Mass-Media “mascarada”

A semana passada, aventurei-me a sair, para um longo passeio, na minha cidade. Passeio a pé, porque ainda não frequentei o transporte público.


A quarentena e as artes

Schopenhauer foi um filósofo que penetrou no âmago do mundo.


O legado da possibilidade

Quando podemos dizer que uma coisa deu certo? O que é, afinal, um sucesso?


O que diabos está acontecendo?

A crise está a todo vapor e acelerando tendências que levariam décadas para se desenrolar.


STF e o inquérito do fim do mundo

Assim que o presidente da Suprema Corte determinou a abertura do inquérito criminal para apurar ameaças, fake news contra aquele sodalício, nomeando um dos ministros da alta corte para instaurá-lo, de ofício, com base no artigo 43 do Regimento Interno, não vi nenhuma ilegalidade.


As décadas de 20

A mais agitada década de vinte de todas foi a do século XX.


Nós acreditamos!

A história ensina lições. Muitas lições.


A saúde do profissional de educação em tempos de pandemia

Muitos profissionais tiveram que se adaptar por causa da pandemia.