Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Criar e crescer na crise e vencer a auto sabotagem

Criar e crescer na crise e vencer a auto sabotagem

02/04/2019 Uemerson Florêncio

O que fazer diante de um cenário tão complexo?

Na maioria das cidades brasileiras a estima e a persistência em manter propósitos sólidos de vida tem sido uma realidade desafiadora que tem afetado em larga escala, cidadãos aparentemente bem sucedidos debruçados miseravelmente no colo da zona de conforto e do pessimismo nocivo a sua própria existência.

Alguns motivos vinculados a este cenário é a intensa e trágica realidade quanto aos aspectos sociais – a citar: a queda no poder de compra das pessoas, os escândalos políticos, o crescente desemprego, a falência de grandes e médias empresas tradicionais, os elevados índices de violência nos principais centros urbanos, resultando numa intensa carga psico-dramático-social no tocante as perspectivas de satisfação pessoal e os desdobramentos para a auto realização.

Eis a pergunta que tem levado muitas pessoas a insônia: O que fazer diante de um cenário tão complexo? Ou em alguns casos, entregam os pontos e desistem completamente de continuar a ser a melhor versão de si mesmo.

Resultado: Alguns ingressam no mundo da depressão onde os conflitos existenciais e fugas mentais de diversas ordens impactam ou comprometem a materialidade dos teus propósitos.

E nesta caminhada muitas são as perguntas, entre elas podem se destacar: Porque meus PROJETOS não decolam ou não saem do papel? Você já parou realmente para avaliar o seu poder de auto compreensão ou reconhecimento? Os seus projetos de vida são neurologicamente comportados em teu cérebro ou são projetos surreais e fantasiosos? O quanto você acredita que pode dar forma a ele?

Quem acha que não adianta realizar planos de vida, certamente se entrega a clássica frase, não gosto de fazer planos, tão logo, não terá resultados bem sucedidos. São pessoas que na maioria das vezes se enrolam, entregam-se as desculpas e ao vitimissismo.

Porque perdendo tantos CLIENTES nos últimos meses? Em muitos casos, você está dentro da loja, mas não se permite ir a porta da sua própria loja no sentido de abordar um cliente. Afinal, um cidadão passante pode se tornar um cliente pagante de elevado potencial.

Da mesma forma, o quanto você tem pesquisado sobre o seu seguimento? O quanto você tem se colocado para aprender e se desenvolver a ponto de conquistar elevado diferencial competitivo? Quem quer fazer alguma diferença na vida deve sair da zona de conforto, partir para cima dos desafios com todas as suas forças, mas com foco e determinação.

Porque você ainda não tem o TRABALHO, o emprego ou o NEGÓCIO que você tanto deseja? Você escolheu trabalhar por oportunidade ou por necessidade? Respondendo esta questão você dará grande passo em direção ao teu sucesso profissional.

Quem trabalha por oportunidade vê-se capaz de se reinventar a cada dia por atuar com o que gosta, tem identidade com o que faz, mas já quem atua por necessidade está dirigindo o foco para trabalhar, pagar contas, comer, beber e sobreviver.

Você criou alguma vez um cenário favorável para no mínimo conviver com pessoas que estudam, pensam ou trabalham na área que tanto deseja? E aí, como poderá ingressar nesta área se não tem permitido o teu próprio acesso?

Porque a maioria dos meus PLANEJAMENTOS dão errados? Finalmente, você tem objetivos e metas claras de vida? Já buscou realizar pelo menos um plano de ação que lhe apresente de forma clara por onde você deva caminhar para objetivamente conquistar o que você quer?

O grande desafio humano ainda é estabelecer um plano de caminhada para seguir à risca com total responsabilidade e entrega-se ao DEIXA A VIDA ME LEVAR, cuidado que ela pode ter atalhos que podem contribuir para a sua perdição absoluta e com isso, esquecer a sua busca inicial.

Com o advento de cenários mundiais tão complexos, muitas questões se tornam grandes crises na vida da maioria das pessoas, a citar:

- Porque fico com a SENSAÇÃO ou CERTEZA que nada dá certo para mim?

- Qual é a MINHA MISSÃO de vida?

- Quais são os meus talentos?

- O que posso fazer para melhorar a minha RENTABILIDADE?

- Qual é o tamanho do MEU POTENCIAL DE CRESCIMENTO?

- Até onde posso chegar de fato?

Muito bem, como posso criar num cenário de crise? Antes de mais nada, faça uma pausa para levantar o seu momento atual, com base nas perguntas acima entre outras questões: Quais são as oportunidades existentes no mercado que eu tenho coragem, competência e que posso me comprometer a altura de satisfazer as necessidades dos meus clientes?

Se há habilidades em si para conquistar e encantar pessoas, mas acima de tudo, promover a satisfação dos consumidores.

Muitas pessoas criam todos os dias, mas não se permitem ser criativas para solucionar problemas no mercado de trabalho e nos negócios. Ciar, todos criam, sonhar, sonham, a questão é o quanto você está comprometido com o seu propósito a ponto de fazer a diferença no altar das suas vidas.

Há muita contemplação com o que sonha ou que se cria, mas aí vem o contraditório, diz querer mudar, mas não se compromete com a mudança de vida.

Uma das maiores necessidades humanas hoje é o fator da empregabilidade, os processos sociais que giram entorno deste ambiente tem trazidos sérios impactos de ordem psicológica entre os profissionais.

Daí, a criatividade na maioria dos casos fica comprometida ou entra em decadência, afinal, diante de pressões das diversas ordens, tem ação criativa limitada, mas há aqueles que se acomodam em zona de conforto e não pesquisam, não estudam novas tearias e novas práticas para melhor se diferenciar.

É hora de solucionar problemas enfrentados no cotidiano, para quem atua com o público e vendas por exemplo: Revisar a forma de abordagem e acompanhamento dos clientes, hora de produzir ou prestar serviços por meio de processos eficazes e com alto valor agregado.

E como crescer na crise? Lembre-se: Não existem fórmulas prontas, pois se assim fosse, todos já estavam no sol. Crescer é progresso, muitas pessoas estão se movimentando demais, contudo, progredindo pouco ou nada. Crescer é planejar caminhos e seguir com profundo grau de comprometimento. 

Entre o planejamento e a realização dos sonhos e objetivos, há muitas crenças principalmente de acordo com a história de vida de cada um, há as crenças limitadoras. Aquelas que contribuem para a sua auto sabotagem, aquela ação que você dá desculpa para si mesmo resultando na sua estagnação por longos anos da sua vida.

Quantos foram os seus projetos que você desejou realizar e não deu conta e já acumula anos? De quem dependia se não exclusivamente de você. É chegado o momento de você buscar rever as suas atitudes consigo mesmo, buscar tornar ser a melhor versão que você deseja.

* Uemerson Florêncio é empreendedor e escritor.

Fonte: Uemerson Florêncio



Inovação no plano de saúde corporativo atrai e retém talentos

A pandemia provocou a transformação de diversos setores, incluindo o de plano de saúde corporativo.


Aviso e anúncios nas redes sociais

Ao abrir, hoje, a minha rede social para ver as publicações de meus amigos, deparei, varado, com aviso, informando-me que certa matéria, colocada por mim, era parcialmente falsa.


Nexialista: o profissional plural do futuro ou de hoje?

Que o mercado de trabalho tem se transformado de forma cada vez mais acelerada, e o nível de exigência por profissionais talentosos é crescente dentro das empresas, todo mundo já sabe; não é verdade?


Onde a geração Z investe

O último Anuário de Retorno de Investimentos Globais do Credit Suisse, entre outras coisas, apresenta um raio-x de alternativas de financiamento para a Geração Z, aqueles que nasceram entre 1995 e 2000.


A CPI pariu um rato

Fosse hoje vivo, é o que Horácio, o pensador satírico romano diria sobre a CPI da Covid.


Como identificar um ingresso falso?

Com recorrência vemos reportagens abordando diferentes fraudes e golpes que aparecem no mercado.


A primeira visita de D. Pedro a Vítor Hugo

O livro: "Vitor Hugo chez lui", inclui a curiosa visita, realizada pelo Imperador, a 22 de Maio de 1877, ao célebre poeta.


São Frei Galvão, ‘Homem de paz e caridade’

A Igreja celebra, em 25 de outubro, a Festa de Santo Antônio de Sant’Anna Galvão, que na devoção popular é conhecido como “São Frei Galvão”.


CPI da Covid desviou-se e não sabe como terminar

Chegamos ao cume da montanha de inconveniências que povoam o cenário contemporâneo da política brasileira.


Sentimentos e emoções provocadas pela série “ROUND 6”

Nas últimas semanas estamos vivenciando uma série de críticas, comentários, “spoilers” e reflexões sobre a série sul-coreana de maior sucesso da plataforma Netflix: “Squid Game” ou “Round 6”.


Perdas e ganhos dos médicos “filhos” da pandemia

A maioria das situações com as quais nos deparamos na vida tem dois lados. Ou, até, mais de dois.


Defensoria Pública da União x Conselho Federal de Medicina

A Defensoria Pública da União (DPU) ajuizou Ação Civil Pública contra o Conselho Federal de Medicina (CFM), objetivando a condenação por danos morais coletivos no importe, pasmem senhores leitores, não inferior a R$ 60.000.000.00 (sessenta milhões de reais).