Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Empreendedor sustentável também precisa descansar!

Empreendedor sustentável também precisa descansar!

09/09/2016 Marcus Nakagawa

É importante que o empreendedor tenha um tempo para si e limpe sua mente.

Quando falamos em sustentabilidade muitos significados estão inseridos neste contexto: meio ambiente, salvar o planeta, onda verde, reciclagem, tripé sustentável, desenvolvimento sustentável, enfim, a sustentabilidade está sendo utilizada em qualquer momento, local, empresa, produto ou frase.

Já começamos a sentir um certo desgaste para este termo e usos inadequados para uma palavra que está “na moda”. Depois da COP 21, encontro de 195 países em Paris, em dezembro de 2015, vimos que alguns deles começaram a se comprometer com o tema do aquecimento global e os outros milhares de assuntos referentes ao ambiente.

Dizem que este movimento verde não é somente verde, mas também um movimento de pessoas e do planeta. Sim, este termo é importante e está em voga, mas nunca deve sair da pauta. A ONU, como exemplo de mobilização para o tema, por meio dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, está buscando 17 tópicos para que as pessoas, governos e empresas possam, até 2030, se unir e vencer problemas referentes à pobreza, fome, desigualdade, degradação, vida na água, energia limpa, entre outros.

Esta é uma luta não somente pelo ambiente, mas também pelo ser humano e a sua convivência com os outros seres vivos neste planeta. Porém, estes tais de seres pensantes que buscam algo nesta sociedade, precisam aprender a trabalhar inicialmente consigo antes de querer salvar o planeta.

Não é frase de autoajuda, mas sim uma máxima que não vemos sendo praticada no dia a dia, talvez somente nos “posts” das mídias sociais: "se você quer mudar ao mundo, antes de tudo comece você esta mudança para o bem", uma das frases de Gandhi, parte do seu legado ao mundo.

Começar a pensar em você é fundamental! Pensar nas suas próprias mudanças e melhorias, mas não só para ganhar mais dinheiro, poder ou fama, mas sim para ser mais verdadeiro com você mesmo. Fazer o que realmente faz sentido para você com consciência e com “pé no chão”.

Não é nenhum artigo do tipo “largue tudo e vá atrás do seu sonho sem pensar”, mas sim “respire fundo, analise o que faz sentido para você, os seus potenciais e sonhos". E vá em frente! Sempre com muita ética. O mundo agradece e florescerá ainda mais com isso.

Tem muito palestrante, articulista e escritor que escreve vários passo a passo para este encontro consigo mesmo. Leia todos e veja qual faz mais sentido. Se não quiser ler ou assistir a uma palestra, reflita com seus amigos e pessoas que realmente gostem de você.

Principalmente um mentor ou alguém que você admira, ou que tenha mais experiência. Veja o estilo de vida dele e avalie se te agrada. Esta parte da vida não é fácil. Estudar, entender e ter consciência é difícil, pois vivemos numa sociedade na qual temos cada vez menos temos tempo de refletir.

Tudo é somente em alguns caracteres, posts, imagens ou três segundos de um frame de filme. Refletir sobre o seu eu para depois ajudar a mudar as coisas no seu entorno, isso ajudará a mudar o mundo. Ufa! Só de pensar já dá um certo desespero...

Coisas de começo de ano. Por isso, é importante que o empreendedor tenha um tempo para si e limpe sua mente. Prepare para ser este empreendedor da sua vida de uma maneira sustentável.

* Marcus Nakagawa é sócio-diretor da iSetor, professor da graduação e MBA da ESPM, idealizador e diretor da Associação Brasileira dos Profissionais de Sustentabilidade.



A desconstrução do mundo

Quando saí do Brasil para morar no exterior, eu sabia que muita coisa iria mudar: mais uma língua, outros costumes, novas paisagens.

Autor: João Filipe da Mata


Por nova (e justa) distribuição tributária

Do bolo dos impostos arrecadados no País, 68% vão para a União, 24% para os Estados e apenas 18% para os municípios.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Um debate desastroso e a dúvida Biden

Com a proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para novembro deste ano, realizou-se, na última semana, o primeiro debate entre os pleiteantes de 2024 à Casa Branca: Donald Trump e Joe Biden.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Aquiles e seu calcanhar

O mito do herói grego Aquiles adentrou nosso imaginário e nossa nomenclatura médica: o tendão que se insere em nosso calcanhar foi chamado de tendão de Aquiles em homenagem a esse herói.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Falta aos brasileiros a sede de verdade

Sigmund Freud (1856-1939), o famoso psicanalista austríaco, escreveu: “As massas nunca tiveram sede de verdade. Elas querem ilusões e nem sabem viver sem elas”.

Autor: Samuel Hanan


Uma batalha política como a de Caim e Abel

Em meio ao turbilhão global, o caos e a desordem só aumentam, e o Juiz Universal está preparando o lançamento da grande colheita da humanidade.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


De olho na alta e/ou criação de impostos

Trava-se, no Congresso Nacional, a grande batalha tributária, embutida na reforma que realinhou, deu nova nomenclatura aos impostos e agora busca enquadrar os produtos ao apetite do fisco e do governo.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil


Como melhorar a segurança na movimentação de cargas na construção civil?

O setor da construção civil é um dos mais importantes para a economia do país e tem impacto direto na geração de empregos.

Autor: Fernando Fuertes


As restrições eleitorais contra uso da máquina pública

Estamos em contagem regressiva. As eleições municipais de 2024 ocorrerão no dia 6 de outubro, em todas as cidades do país.

Autor: Wilson Pedroso


Filosofia na calçada

As cidades do interior de Minas, e penso que de outros estados também, nos proporcionam oportunidades de conviver com as pessoas em muitas situações comuns que, no entanto, revelam suas características e personalidades.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


Onde começam os juros abusivos?

A imagem do brasileiro se sustenta em valores positivos, mas, infelizmente, também negativos.

Autor: Matheus Bessa