Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Encare a realidade da forma correta

Encare a realidade da forma correta

27/05/2020 Thomaz Barcellos

Em algum momento todos nós vamos precisar dessa mensagem.

Estamos todos sujeitos à dura realidade que nos cerca e é natural atravessarmos períodos difíceis, ter de lidar com problemas.

Mas, veja, existe uma forma de conseguir controlar a sua mente e o seu corpo para superar qualquer desafio, usando o que está dentro de você.

Independentemente da situação a qual você esteja vivendo, seja de dor, sofrimento, perda, doença, ansiedade, medo, pânico, tristeza ou depressão, são três as maneiras de você encarar essa condição: por meio da ação, da acomodação ou da reação.

No entanto, só uma delas pode fazer você vencer tudo isso: é quando você age. Não é se acomodando e nem apenas reagindo.

A partir do momento em que você fica em um estado de passividade pela acomodação, você passa a acreditar que não tem o poder de mudança. É comum, então, se entregar ao medo, à depressão, à tristeza, à baixa autoestima e baixa autoconfiança.

Já quando você reage, entra no modo de reatividade em que você se rebela contra tudo e todos, tenta encontrar um culpado, faz do próprio mundo o culpado e não assume as responsabilidades, você é levado a outro caminho tóxico: o da raiva.

Muitas enfermidades estão associadas a essa reatividade, por exemplo, e acabam aparecendo por resultado desse caminho trilhado.

A única forma, portanto, de conseguir derrubar quaisquer tipos dessas limitações é sendo proativo.

A proatividade é fruto do autoconhecimento e da conscientização. Desde que você esteja consciente das circunstâncias que o envolve e entende que as barreiras podem ser usadas para a sua evolução e para o seu aperfeiçoamento, você começa a ter atitudes diferentes, pautadas na aceitação e na serenidade.

É importante utilizar essas oportunidades como forma de crescimento. E, para isso, você tem que se questionar constantemente: “o que essas limitações estão querendo me ensinar?”, “o que eu tenho que aprender com isso?”, “como posso enfrentar as dificuldades para, de fato, conseguir chegar aonde eu quero, me transformar na pessoa que eu sonho e conquistar tudo o que planejei?”.

Tente entender por que você está nessa situação. Procure encontrar uma forma de agir que te liberte de tudo o que há de errado no seu momento atual. Diante dele, pare, medite e reflita sobre sua vida.

Busque as perguntas, resoluções e as respostas de dentro de você, elas não estão do lado de fora. Não espere por uma solução mágica, milagrosa ou alguém que vá resolver os seus problemas.

Você mesmo pode e tem que tomar partido de tudo. Você é quem vai à luta. E saiba que não adianta se desesperar e se rebelar contra as suas adversidades. Você vai conquistar a felicidade e achar a plenitude a partir do seu esforço.

Força para todos nós!

* Thomaz Barcellos é hipnoterapeuta formado pelo maior instituto de hipnose do mundo (OMNI), pós-graduando em medicina chinesa e acupuntura pela ABACO, graduado em Nutrição e mestre em Ciências Médicas pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Fonte: Goldoni Conecta



Dia do Panificador, o pão e a fome

Oito de julho é o Dia do Panificador. Profissão humilde, raramente é lembrada.


O valor de uma obra

Naquela fria e sombria manhã de Inverno, do ano de 1967, estava à porta da “Livraria Silva”, na Praça de Sé, quando passa, de reluzentes divisas doiradas, o sargento Mário.


A pandemia, as perdas e o novo mundo

Apesar de, infelizmente, ter antecipado o fim da vida de 64,9 mil brasileiros e ainda estar por levar milhares de outros e prejudicar muitos na saúde ou na economia (ou em ambos), o coronavírus pode ser considerado um novo divisor de águas na sociedade.


7 dicas para se profissionalizar na comunicação virtual

De repente, veio a pandemia, a quarentena e, com elas, mudanças na rotina profissional e na forma de comunicação.


O sacrifício dos jovens

Mais de cem dias depois, a pandemia vai produzindo uma cauda longa de desarranjos que se fará sentir por muitos anos e esses efeitos vão atingir, principalmente, os mais jovens.


A “nova normalidade”

A denominada “nova normalidade” não venha nos empobrecer em humanidade.


A inevitável necessidade de prorrogação do auxílio emergencial

Recentemente, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que o governo vai prorrogar por dois meses o pagamento do auxílio emergencial.


A empatia como chave para gestão de entregas e pessoas

Uma discussão que acredito ser muito pertinente em tempos de pandemia é como ficam, neste cenário quase caótico, as entregas?


Mass-Media “mascarada”

A semana passada, aventurei-me a sair, para um longo passeio, na minha cidade. Passeio a pé, porque ainda não frequentei o transporte público.


A quarentena e as artes

Schopenhauer foi um filósofo que penetrou no âmago do mundo.


O legado da possibilidade

Quando podemos dizer que uma coisa deu certo? O que é, afinal, um sucesso?


O que diabos está acontecendo?

A crise está a todo vapor e acelerando tendências que levariam décadas para se desenrolar.