Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Encare a realidade da forma correta

Encare a realidade da forma correta

27/05/2020 Thomaz Barcellos

Em algum momento todos nós vamos precisar dessa mensagem.

Estamos todos sujeitos à dura realidade que nos cerca e é natural atravessarmos períodos difíceis, ter de lidar com problemas.

Mas, veja, existe uma forma de conseguir controlar a sua mente e o seu corpo para superar qualquer desafio, usando o que está dentro de você.

Independentemente da situação a qual você esteja vivendo, seja de dor, sofrimento, perda, doença, ansiedade, medo, pânico, tristeza ou depressão, são três as maneiras de você encarar essa condição: por meio da ação, da acomodação ou da reação.

No entanto, só uma delas pode fazer você vencer tudo isso: é quando você age. Não é se acomodando e nem apenas reagindo.

A partir do momento em que você fica em um estado de passividade pela acomodação, você passa a acreditar que não tem o poder de mudança. É comum, então, se entregar ao medo, à depressão, à tristeza, à baixa autoestima e baixa autoconfiança.

Já quando você reage, entra no modo de reatividade em que você se rebela contra tudo e todos, tenta encontrar um culpado, faz do próprio mundo o culpado e não assume as responsabilidades, você é levado a outro caminho tóxico: o da raiva.

Muitas enfermidades estão associadas a essa reatividade, por exemplo, e acabam aparecendo por resultado desse caminho trilhado.

A única forma, portanto, de conseguir derrubar quaisquer tipos dessas limitações é sendo proativo.

A proatividade é fruto do autoconhecimento e da conscientização. Desde que você esteja consciente das circunstâncias que o envolve e entende que as barreiras podem ser usadas para a sua evolução e para o seu aperfeiçoamento, você começa a ter atitudes diferentes, pautadas na aceitação e na serenidade.

É importante utilizar essas oportunidades como forma de crescimento. E, para isso, você tem que se questionar constantemente: “o que essas limitações estão querendo me ensinar?”, “o que eu tenho que aprender com isso?”, “como posso enfrentar as dificuldades para, de fato, conseguir chegar aonde eu quero, me transformar na pessoa que eu sonho e conquistar tudo o que planejei?”.

Tente entender por que você está nessa situação. Procure encontrar uma forma de agir que te liberte de tudo o que há de errado no seu momento atual. Diante dele, pare, medite e reflita sobre sua vida.

Busque as perguntas, resoluções e as respostas de dentro de você, elas não estão do lado de fora. Não espere por uma solução mágica, milagrosa ou alguém que vá resolver os seus problemas.

Você mesmo pode e tem que tomar partido de tudo. Você é quem vai à luta. E saiba que não adianta se desesperar e se rebelar contra as suas adversidades. Você vai conquistar a felicidade e achar a plenitude a partir do seu esforço.

Força para todos nós!

* Thomaz Barcellos é hipnoterapeuta formado pelo maior instituto de hipnose do mundo (OMNI), pós-graduando em medicina chinesa e acupuntura pela ABACO, graduado em Nutrição e mestre em Ciências Médicas pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Fonte: Goldoni Conecta



Que ingratidão…

Durante o tempo que fui redactor de jornal local, realizei numerosas entrevistas a figuras públicas: industriais, grandes proprietários, políticos, artistas…


Empresa Cooperativa x Empresa Capitalista

A economia solidária movimenta 12 bilhões e a empresa cooperativa gera emprego e riqueza para o país.


O fundo de reserva nos condomínios: como funciona e a forma correta de usar

O fundo de reserva é a mais famosa e tradicional forma de arrecadação extra. Normalmente, consta na convenção o percentual da taxa condominial que deve ser destinado ao fundo.


E se as pedras falassem?

Viver na Terra Santa é tentar diariamente “ouvir” as pedras! Elas “contemplaram” a história e os acontecimentos, são “testemunhas” fiéis, milenares porém silenciosas!


Smart streets: é possível viver a cidade de forma mais inteligente em cada esquina

De acordo com previsões da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 70% da população mundial viverá em áreas urbanas até 2050.


Quem se lembra dos velhos?

Meu pai, quando se aposentou, os amigos disseram: - " Entrastes, hoje, no grupo da fome…"


Greve dos caminhoneiros: os direitos nem sempre são iguais

No decorrer da sua história como república, o Brasil foi marcado por diversas manifestações a favor da democracia, que buscavam uma realidade mais justa e igualitária.


Como chegou o café ao Brasil

Antes de Cabral desembarcar em Porto Seguro – sabem quem é o décimo sexto neto do navegador?


Fake news, deepfakes e a organização que aprende

Em tempos onde a discussão sobre as fake news chega ao Congresso, é mais que propício reforçar o quanto a informação é fundamental para a sustentabilidade de qualquer empresa.


Superando a dor da perda de quem você ama

A morte é um tema que envolve mistérios, e a vivência do processo de luto é dolorosa. Ela quebra vínculos, deixando vazio, solidão e sentimento de perda.


A onda do tsunami da censura

A onda do tsunami da censura prévia, da vedação, da livre manifestação, contrária à exposição de ideias, imagens, pensamentos, parece agigantar em nosso país. Diz a sabedoria popular que “onde passa um boi passa uma boiada”.


O desserviço do senador ao STF

Como pode um único homem, que nem é chefe de poder, travar indefinidamente a execução de obrigações constitucionais e, com isso, impor dificuldades ao funcionamento de um dos poderes da República?