Portal O Debate
Grupo WhatsApp


O uso do cheque como poder de consumo

O uso do cheque como poder de consumo

10/09/2011 Edson Monteiro

O uso do cheque vem aumentando nos últimos anos, principal consequência disto é a preocupação dos consumidores com as altas taxas e juros dos cartões. Além disso, o cheque, por ser o meio de pagamento de crédito mais acessível a todas as classes sociais e ganha destaque como um dos principais motivos para o crescimento econômico no país.

Dentre as classes sociais, encontramos a C e D como as que mais utilizam esse meio de pagamento; isso acontece porque o cheque é o que oferece menos risco à população. Outro ponto é que estes consumidores em sua maioria não possuem cartões ou tem um limite igual ao valor de um salário mínimo, não possuindo crédito para efetuar grandes compras parceladas. Por mais que a tecnologia avance e tenhamos cartões que ofereçam chips e códigos de segurança, a criminalidade também evolui e acompanha a tendência.

O uso do cheque ainda oferece muitas vantagens que não encontramos nos cartões, como por exemplo: Todo dia é um bom dia para emissão de cheque; diferente do cartão de crédito, que limita um dia do mês para que a compra ou o pagamento caia na próxima fatura; É o meio com mais facilidade para pré-datar; Não possui limites; A taxa de serviço é menor que as praticadas pelos outros meios de pagamento; Não existe anuidade. Com o maior espaço das classes médias na sociedade e no mercado de consumo, essa inserção social e as facilidades que o cheque apresenta permite que elas passem a ter esse poder de consumo, antes “exclusividade” das classes mais altas. O que nós vemos no Brasil hoje é o aparecimento dessas novas classes sociais e com ele vem um consumo maior e uma facilidade nos meios de pagamento.

Afinal, ninguém quer perder vendas. Ainda assim, por receio, muitos comerciantes não aceitam o cheque como forma de pagamento. Está na hora do país entender que as novas classes sociais vieram para alavancar ainda mais a economia brasileira, mas para isso precisamos atualizar os meios de pagamento. A inadimplência existe com ou sem o cheque, temos que dar um voto de confiança para esses novos consumidores que estão aparecendo. Dessa maneira a economia deslancha e damos a oportunidade para as novas classes se sentirem parte da sociedade de consumo.

* Edson Monteiro é diretor presidente da Rede Check OK.



Vencido o primeiro desafio da LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) regulamenta o tratamento de dados de pessoas físicas nas suas mais variadas aplicações e ambientes.


Telemedicina, fortalecimento do SUS e um primeiro balanço da pandemia

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, alertou Camões. Todo o mundo é feito de mudanças.


Médico: uma profissão de risco

Estudar medicina é o sonho de muito estudantes, desde o cursinho o futuro médico se dedica a estudar para conseguir entrar no super concorrido curso de medicina.


Como a quarentena provocou o êxodo urbano para cidades que oferecem mais qualidade de vida

A pandemia e as medidas de isolamento social fizeram com que as pessoas precisassem adaptar a rotina de trabalho, estudos, lazer e até de saúde, trazendo estas atividades para dentro de casa.


A era do fogo chegou

Pantanal, um dos biomas com maior biodiversidade do mundo, já teve 16% de todo território queimando.


Autoconhecimento: uma regra de ouro da vida

Há quem os critique, há quem os ame; eles já me resgataram do fundo poço e lhes sou grata: os livros de autoajuda.


Você tem curso universitário?

Naquela macia manhã de domingo, fui com meu pai, à missa, na igreja de Santíssima Trindade.


Voto é interesse. Não é direito, nem dever…

A partir desta quarta-feira (16), os mais de 5600 municípios brasileiros já conhecem os homens e mulheres que pretendem governá-los ou ser vereadores entre 01/01/2021 e 31/12/2025.


7 tendências em Analytics que estão mudando a área financeira

Segundo a consultoria McKinsey, mais de 90% dos 50 principais bancos do mundo utilizam, de forma avançada, a tecnologia de análise de dados, também conhecida como Analytics.


Para matar a sede por informação, Estatística!

É quase um clichê em Administração afirmar que a gestão e a tomada de decisão devem ter suporte em dados e informações.


Surgem os candidatos. Escolham o melhor…

Termina na quarta-feira, dia 16, o prazo para as coligações e partidos políticos escolherem, em convenção, seus candidatos a prefeito e vereador, para as eleições que este ano, por conta da Covid 19, foram adiadas de outubro para novembro.


Pela manutenção do teto de gastos

Limitar as despesas públicas para evitar que o Governo gaste mais do que tenha capacidade de arrecadar e de pagar.