Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Os amores de Salazar

Os amores de Salazar

10/05/2022 Humberto Pinho da Silva

O conceito que se tem de Salazar, é de político solitário, déspota e por vezes impiedoso. Mas seria o estadista, realmente, assim?

Ou seria amoroso, mas cujo coração foi endurecido pelas constantes humilhações e afrontas sofridas na infância e adolescência?

Nesta despretensiosa crónica vou olvidar a vida política do estadista, abordando apenas a faceta amorosa, quase desconhecida, do antigo Presidente do Conselho.

Dos amores que se conhece, destaca-se talvez a primeira paixão pela prima Ida, filha de modestos lavradores.
A moça era formosa, loira e bastante elegante.

Escreveu-lhe – talvez por timidez receou falar-lhe pessoalmente, – romântica missiva, declarando o amor que lhe brotara do peito. Confusa, aconselhada pelos pais, a cachopa recusou, receando não estar a nível de poder namorar um doutor… 

Mas o grande amor, quiçá o mais sincero e mais arrebatador – foi pela filha do patrão de seu pai. Conheciam-se desde a meninice. Eram amigos, e companheiros de infância. Dessa inocente amizade germinou, entre ambos, um grande amor.

A mãe da menina tinha o rapaz em grande estima, e deveras admirava-o pela sua excecional inteligência. Criara-se em sua casa, sob sua proteção maternal, mas jamais poderia aceitá-lo como genro. 

Certo dia de verão reparou no lânguido olhar do jovem, e principalmente no jeito enternecido como a filha lhe falava, e desconfiou que podia haver possível namorico.

Resolvida a cortar o mal pela raiz, chamou-o recatadamente, e de fisionomia carrancuda, disse-lhe:

- "António: tu sabes como sou tua amiga. És inteligente e chegarás, por certo, muito longe. Mas é bom não esquecer: " serás sempre, para nós, o filho do feitor…" Não quero intimidades com minha filha".

Passaram-se vinte anos, depois dessa severa reprimenda, que dolorosamente feriu o orgulho de Salazar. Dona Maria Luísa – mãe da menina, – telefonou-lhe:

Feita a ligação, pergunta-lhe cordialmente:

- "Ainda se lembra de mim?"

- "Perfeitamente, minha Senhora. Daqui fala o filho do feitor de Vª Exª…" – respondeu-lhe, ironicamente, o Presidente do Conselho.

É igualmente sabido o grande afeto que Salazar sentia por Chistine Garnier – jornalista que Bernard Grasset enviou para o entrevistar.

Quando Jean-Francois, – filho de Christine, foi entrevistado pelo jornalista do "Publico", António Melo (18.04.2000), declarou: que a mãe, quando lhe falava de Salazar, exprimia-se carinhosamente, com "notre ami", e que ambos trocavam correspondência e prendas. Pelo Natal, Salazar, sempre lhe enviava vinho do Porto.

O estadista amou-a… mas à sua maneira; e ela, em recato, nutria por ele intensa amizade… para não dizer: amor.

Salazar teve ainda outros amores… Foi amado por muitas Senhoras da alta-roda. Entre elas, fidalga da mais elevada linhagem.

Segundo a irmã de Salazar, a Senhora Marta, o estadista foi em petiz, um menino pobre, que gostava de passear com o "Dão" – cachorro da família, – Raras vezes brincava. Era tímido e muito meigo. Se uma mana fosse castigada, ia logo beijar a mãe, pedindo-lhe que a perdoasse.

Sentia pela progenitora amor extremoso. Quando ela esteve em agonia, aflito, passou, de pé, a seu lado, nove dias seguidos, a ponto de lhe incharem os pés de cansado.

O homem que dizia: "Sou um camponês, filho de camponeses." Se não fosse inteligente e não o tivessem enviado para o Seminário, seria humilde camponês, como seu pai. Talvez tivesse sido mais feliz, no amor, e certamente levaria vida mais tranquila… 

Salazar nasceu a 28 de abril de 1889. Era filho de pobre trabalhador rural, que administrava, como feitor, a Casa dos Perestrelos, em Santa Comba Dão.

* Humberto Pinho da Silva

Para mais informações sobre Salazar clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!



Expectativa de grande crescimento

Em função da pandemia causada pela covid-19, os anos de 2020 e 2021 foram bastante desafiadores, particularmente para a indústria de máquinas e equipamentos.


A importância da diversificação de investimentos em diferentes segmentos

Mesmo com os desafios impostos por dois anos de pandemia, o volume de investimentos para iniciativas brasileiras em 2021 foi expressivo.


Muito além do chip da beleza

Você, com certeza, nos últimos meses já ouviu falar do famoso “chip” da beleza.


Educação para poucos é o avesso de si

Intitulado “Reimagining our futures together: A new social contract for education”, um estudo recente da Unesco é categórico logo nas primeiras páginas: “Nossa humanidade e Planeta Terra estão sob ameaça”.


Mãe: Florescer é não se esquecer de viver!

Tenho experimentado que o “traço de mãe”, plantado por Deus no coração de cada mulher que Ele criou, vai além da capacidade de gerar filhos, biologicamente.

Mãe: Florescer é não se esquecer de viver!

Bullying: da vítima ao espectador

O bullying é um tipo particular de violência, caracterizado por agressões sistemáticas, repetitivas e intencionais, contra um ou mais indivíduos que se encontram em desigualdade de poder, gerando sofrimento para as vítimas, agressores e comunidade.


Desafios e oportunidades para o saneamento

Considerado um dos menos atrativos na infraestrutura, o setor de saneamento passa por uma profunda mudança de paradigma com a aprovação da Lei 14.026/2020.

Desafios e oportunidades para o saneamento

Os desafios de lidar com maternidade e realização profissional

A experiência da maternidade é o momento mais importante na vida da mulher, no entanto um dos mais preocupantes também.


Como a inteligência de dados auxilia o Open Finance

Imagine que a sua televisão está com defeito. Você busca um modelo um pouco melhor na internet (afinal, você merece) e decide comprá-la em algumas suaves prestações.


Evolução da telessaúde

Maior segurança e respeito à autonomia de profissionais e pacientes.


Explore seu universo de possibilidades

Você sabia que o ser humano enfrenta em média 23 adversidades por dia?


Um doidivanas incorrigível

Todos reconhecem Camilo Castelo Branco, como escritor talentoso. Admiram-lhe a riqueza do vocabulário e a vernaculidade da prosa.