Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Profissionais autônomos também vendem?

Profissionais autônomos também vendem?

06/07/2016 Jaques Grinberg

Um dos principais segredos para o sucesso ou fracasso de uma empresa são as estratégias de vendas.

Ter um bom produto ou serviço é fundamental, mas ter e não vender é um fracasso. E os profissionais autônomos também precisam vender seus serviços? Sim, é questão de sobrevivência.

E quando falamos em vendas, não é anunciar nas rádios, televisão ou revistas. Mas sim divulgar os seus diferenciais competitivos, fidelizando seus clientes e prospectando novos.

Muitas classes, como advogado e psicólogo possuem regras e proibições para divulgação dos seus serviços, é preciso conhecer o que pode e o que não pode fazer. E para quem acredita que não sabe vender, observe que a cada instante você está vendendo.

O pai precisa vender as suas ideias para os filhos, os filhos vendem suas ideias para os amigos, o chefe para os seus funcionários e os funcionários para os seus chefes. Tudo é venda!

Algumas técnicas são importante e o coaching de vendas é uma ferramenta poderosa. O coaching é um processo que traz resultados rápidos e tem como base perguntas. Em vendas chamamos de perguntas que vendem.

Com perguntas que vendem você poderá fidelizar seus clientes e aumentar o número de indicações, captando novos clientes como consequência. Uma das dicas importantes para fidelizar clientes são mensagens.

Veja alguns motivos para enviá-las:

1º Aniversário: lembramos dos nossos clientes na Páscoa e no Natal, mas esquecemos do dia mais importante, do aniversário deles. Todos os dias, até às 08h15, envie mensagens de parabéns para os aniversariantes do dia. Seja um dos primeiros a desejar felicidades, faça diferente para fazer a diferença!

2º Para dentistas, advogados e outros profissionais, lembre os seus clientes da consulta ou reunião enviando uma mensagem um dia antes e recomendando um estacionamento próprio ou lembrando-os que existe estacionamento no prédio. Confirme o endereço e o seu telefone para contato caso haja algum imprevisto.

3º Necessidades: por exemplo, um consultório dentário que tem clientes com mais de seis meses que fizeram higiene bucal. Enviar uma mensagem lembrando que é recomendado uma limpeza a cada 180 dias e que a última vez faz mais de seis meses. Para advogados, lembrar os clientes de audiências, com local e horário, e ainda pedir para não esquecer de um documento válido com foto.

Para reflexão, qual foi o último livro que você profissional autônomo leu sobre vendas, atendimento e negociações? Qual foi a última palestra que participou ou a última vez que digitou no Google “como oferecer um atendimento gourmet”? Pense nisso! Para fazer a diferença, é preciso fazer diferente!

* Jaques Grinberg é empreendedor, coach, palestrante, consultor e sócio em quatro empresas.



Os desafios de tornar a tecnologia acessível à população

Vivemos uma realidade em que os avanços tecnológicos passaram a pautar nosso comportamento e nossa sociedade.


O uso do celular, até para telefonar

Setenta e sete por cento dos brasileiros utilizam o smartphone para pagar contas, transferir dinheiro e outros serviços bancários.


Canto para uma cidade surda

O Minas Tênis Clube deu ao Pacífico Mascarenhas o que a cidade de Belo Horizonte deve ao Clube da Esquina; um cantinho construído pelo respeito, gratidão, admiração, reconhecimento, apreço e amor.


Como acaso tornou famoso notável compositor

Antes de alcançar a celebridade, e a enorme fortuna, Verdi, passou muitas dificuldades financeiras.


Gugu e a fragilidade da vida

A sabedoria aconselha foco no equilíbrio emocional e espiritual diante da fragilidade e fugacidade da vida.


Quando o muro caiu

O Brasil se preparava para o segundo turno das eleições presidenciais, entre o metalúrgico socialista Luís Inácio Lula da Silva e a incógnita liberal salvacionista Fernando Collor de Melo, quando a televisão anunciou a queda do muro de Berlim.


Identidade pessoal e identidade familiar

Cada família gesta a sua identidade, ainda que algumas vezes, de forma inconsciente.


Desprezo e ingratidão

Não sei o que dói mais: se a ingratidão se o desprezo.


A classe esquecida pelo governo

O fato é que a classe média acaba por ser a classe esquecida pelo governo.


O STF em defesa de quem?

A UIF, antigo COAF, foi criada como uma unidade do Ministério da Justiça (hoje, no BACEN) para fazer uma coisa muito simples: receber dos bancos notificações de que alguém teria realizado uma transação suspeita, anormal.


O prazer da leitura

Ao contrário do que se possa pensar, não tenho muitos amigos. Também não são muitos os conhecidos.


Desmoralização do SFT

A moralidade e a segurança jurídica justificam a continuidade da prisão em segunda instância. A mudança desta postura favorece a impunidade dos poderosos e endinheirados.