Portal O Debate
Grupo WhatsApp

RPA, um dínamo de produtividade e estratégia

RPA, um dínamo de produtividade e estratégia

19/10/2017 Murilo Bilato

Já se foi o tempo em que os robôs apareciam apenas em filmes de ficção científica.

RPA, um dínamo de produtividade e estratégia

Há muito, eles habitam indústrias de variados setores, com destaque para a automotiva, tornando procedimentos críticos mais precisos. Mas o interessante é que, nos últimos dois anos, eles começaram a conquistar diferentes negócios ao automatizarem processos e revolucionarem resultados.

Em um cenário cada vez mais competitivo, agravado pelas turbulências político-econômicas (e isso não acontece somente em solo nacional, mas globalmente), a tecnologia tem sido forte aliada, sobretudo quando a pressão recai sobre a redução de custos operacionais.

É nesse ponto que Robotic Process Automation (RPA – Automação de Processos Robóticos) entra em cena como uma abordagem que pode impulsionar o negócio com aumento da produtividade, redução de custos e com o valor agregado de liberar profissionais para realizarem funções mais estratégicas. A implementação de RPA permite a automação de processos complexos de uma empresa.

Essa tecnologia é baseada em software e, por essa razão, pode ser usada para executar tarefas fundamentadas em regras. Assim, ajuda a transformar o negócio digitalmente e proporciona serviços de melhor qualidade ao cliente, considerando a sua precisão.

Destaco os seguintes benefícios como os principais proporcionados pela tecnologia: retorno veloz do ROI em até 800%, redução significativa de custos, eficiência operacional, liberação de profissionais para atividades mais estratégicas, por meio da automação de tarefas manuais ou repetitivas, ampliação da produtividade – robôs podem trabalhar no regime 24×7 – e redução das taxas de erros humanos.

Seu conceito está ligado às tecnologias disruptivas, que a cada dia formam uma potente e estratégica união. A solução de RPA está cada vez mais em alta nas organizações. Uma recente pesquisa global realizada com 454 empresas, conduzida pela HFS Research e KPMG, aponta a tecnologia como alvo principal de interesse dos departamentos de TI das companhias.

Entre as áreas de negócio que mais investem no conceito estão Cliente e Suporte (33%), Vendas (27%), Abastecimento e Logística (22%) e Processamento de Pedidos (21%). Outro dado interessante é que 43% dos vice-presidentes seniores participantes do estudo disseram que pretendem fazer investimentos significativos em RPA.

A pesquisa também mostra que, entre as indústrias, as de Alta Tecnologia e Serviços Financeiros estão à frente, com 53% e 44%, respectivamente, apresentando planos de investirem fortemente em RPA nos próximos dois anos. De acordo com as análises geradas pela pesquisa da HFS Research e KPMG, a solução de RPA coloca as empresas no caminho da digitalização ao considerar que, para uma organização se tornar digital, é vital que ela tenha seus processos manuais digitalizados e automatizados.

Outro levantamento atual – este realizado pela Forrester Research – estima que esse conceito irá movimentar US$ 2,9 bilhões em 2021. Um salto bastante significativo, tendo em conta o patamar em 2016 de US$ 250 milhões. Mas vale ressaltar que consultores internacionais têm avaliado que o avanço de RPA acontecerá por meio da sua associação com outras tecnologias, muito especialmente as cognitivas, como Inteligência Artificial (IA)

É gratificante observar toda essa movimentação e saber que o Brasil também tem feito a sua parte. Há muitas empresas buscando inovação para se antecipar às expectativas e exigências desse mundo digital, transformado e conectado.

É necessário estarmos sempre atentos à evolução dessas tecnologias cognitivas para nos tornarmos referência no avanço de soluções com base nesse conceito.

* Murilo Bilato é Gerente de Digital Solutions da Resource.



Eleições para vereadores merecem mais atenção

Em anos de eleições municipais, como é o caso de 2024, os cidadãos brasileiros vão às urnas para escolher prefeito, vice-prefeito e vereadores.

Autor: Wilson Pedroso


Para escolher o melhor

Tomar boas decisões em um mundo veloz e competitivo como o de hoje é uma necessidade inegável.

Autor: Janguiê Diniz


A desconstrução do mundo

Quando saí do Brasil para morar no exterior, eu sabia que muita coisa iria mudar: mais uma língua, outros costumes, novas paisagens.

Autor: João Filipe da Mata


Por nova (e justa) distribuição tributária

Do bolo dos impostos arrecadados no País, 68% vão para a União, 24% para os Estados e apenas 18% para os municípios.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Um debate desastroso e a dúvida Biden

Com a proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para novembro deste ano, realizou-se, na última semana, o primeiro debate entre os pleiteantes de 2024 à Casa Branca: Donald Trump e Joe Biden.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Aquiles e seu calcanhar

O mito do herói grego Aquiles adentrou nosso imaginário e nossa nomenclatura médica: o tendão que se insere em nosso calcanhar foi chamado de tendão de Aquiles em homenagem a esse herói.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Falta aos brasileiros a sede de verdade

Sigmund Freud (1856-1939), o famoso psicanalista austríaco, escreveu: “As massas nunca tiveram sede de verdade. Elas querem ilusões e nem sabem viver sem elas”.

Autor: Samuel Hanan


Uma batalha política como a de Caim e Abel

Em meio ao turbilhão global, o caos e a desordem só aumentam, e o Juiz Universal está preparando o lançamento da grande colheita da humanidade.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


De olho na alta e/ou criação de impostos

Trava-se, no Congresso Nacional, a grande batalha tributária, embutida na reforma que realinhou, deu nova nomenclatura aos impostos e agora busca enquadrar os produtos ao apetite do fisco e do governo.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil


Como melhorar a segurança na movimentação de cargas na construção civil?

O setor da construção civil é um dos mais importantes para a economia do país e tem impacto direto na geração de empregos.

Autor: Fernando Fuertes


As restrições eleitorais contra uso da máquina pública

Estamos em contagem regressiva. As eleições municipais de 2024 ocorrerão no dia 6 de outubro, em todas as cidades do país.

Autor: Wilson Pedroso